terça-feira, 30 de Outubro de 2012

Odyssey: Louis W. x A.P.C film


Sei que isto não é propriamente recente, mas não queria que deixasse de passar por aqui.

Louis Wong é um co-designer da A.P.C. que recentemente teve a oportunidade de criar a sua própria linha de roupa, intitulada Louis W., dentro da marca francesa fundada por Jean Toitou. Para celebrar o lançamento da primeira colecção desenhada por Wong, a A.P.C. convidou os realizadores nova-iorquinos Adrien Cothier e Louis Levy para fazerem um pequeno filme. O resultado é absolutamente maravilhoso! Segundo os autores, uma reinterpretação do filme "O Desprezo" de Jean-Luc Godard.

Vejam, vale a pena! ;)

As peças da Louis W. podem ser vistas e compradas aqui.

segunda-feira, 29 de Outubro de 2012

Mala a tiracolo da Versus


Tenho andado obcecado com esta mala a tiracolo da Versus! Gosto mesmo de tudo, desde a sua sobriedade e aspecto funcional, às inscrições do adorável logótipo da marca nos fechos de plástico. Pergunto-me quanto custará este objecto... Um balúrdio, muito provavelmente. O preço não aparece no site oficial da Versus, nem existe qualquer indicação sobre como comprar a mala pela Internet. Talvez seja melhor assim.

sábado, 27 de Outubro de 2012

Clutches Maison Martin Margiela at H&M


São as minhas peças preferidas da colecção da Maison Martin Margiela para a H&M. Adoro acessórios que se destacam pelo seu humor e forte impacto visual. Estas clutches em forma de rebuçado são desse género, muito divertidas e chamativas, mas, ganham ainda mais pontos na minha consideração pelo facto de me fazerem lembrar algumas esculturas do Jeff Koons. Enfim, mal posso esperar por vê-las ao vivo! No entanto, se por um lado fico feliz só de olhar para estes objectos, por outro, fico extremamente revoltado... Não é justo!... As raparigas ficam sempre com a diversão toda!

Por cá, vão custar 49,95€.

quinta-feira, 25 de Outubro de 2012

Fashion Week Internationale


Nos últimos dias, parte dos meus tempos livres tem sido preenchida a ver uma série documental da VICE intitulada "Fashion Week Internationale". O nome do programa e o facto de este ser apresentado por uma ex-modelo, poderá levar-vos a crer que se trata de uma produção ligeira, sem grande conteúdo, sobre desfiles passados em Nova Iorque, Londres, Paris e Milão, no entanto, nada disso corresponde à realidade. A "Fashion Week Internationale" foca-se nalgumas das semanas de moda mais "obscuras" do mundo, como por exemplo a da Nigéria, Rio de Janeiro, Las Vegas, Camboja e Seul (vídeo que se encontra no início post), explorando não só os estilos e as correntes estéticas, mas também a cultura em geral e a política dessas mesmas regiões. Charlet Duboc, a apresentadora, é uma inteligente, divertida e simpática jornalista e ex-modelo britânica. Vocês vão ficar apaixonados por ela, quando começarem a ver a série! Vejam todos os episódios aqui.

terça-feira, 23 de Outubro de 2012

Musas de Nicolas Ghesquière

O Nicolas Ghesquière tem um gosto impecável, até mesmo no que toca às mulheres que escolhe para representar a Balenciaga. Chloë Sevigny, Jennifer Connelly, Charlotte Gainsbourg, Kristen Stweart... todas elas foram/são musas da casa francesa. Existe, de facto, um padrão, e tal como acontece com os rapazes Proenza Schouler, que também têm a Chloë e a Kristen como musas da sua marca, Ghesquière revela uma queda por mulheres cheias de personalidade, portadoras de uma beleza pouco convencional, enigmáticas, misteriosas, contracorrentes, e, por vezes, até esquisitas na maneira de ser.

Hoje, vou escrever um bocado sobre essas "miúdas", incidindo mais na Kristen Stewart.

Como vocês sabem, eu sempre admirei a Chloë e a Charlotte - ambas são lindíssimas e super talentosas. Talvez por nunca ter visto um grande filme em que a Jennifer entrasse, ela nunca me provocou qualquer tipo de fascínio, apesar de a sua beleza ser inegável. Quanto à Kristen Stewart, "aprendi" a gostar dela muito recentemente. À excepção da "Sala de Pânico", também nunca vi nenhum filme em que ela aparecesse, contudo, depois de a ter visto a ser muito bem tratada pelos Proenza boys e pelo Nicolas, comecei a pensar "hummm... deixa-me cá tentar perceber o que é que eles vêem nela". No princípio, não entendia... ok, ela é gira, mas, ao mesmo tempo, tão mainstream (e, acreditem, eu consigo adorar coisas mainstream com facilidade) e apática! Como é que era possível engraçar com ela?! A sério, sofri alta dissonância cognitiva durante meses... até que ISTO aconteceu. "Wow! Que surpresa! Completamente inesperado!", pensei eu, sem qualquer tipo de ironia. Grande parte da minha reacção prendeu-se com a forma como ela lidou com o caso, o pedido de desculpas. Pela primeira vez, a Kristen Stewart pareceu-me humana, intrigante, complexa... interessante! O escândalo surgiu algum tempo depois de a actriz ter sido apontada como o rosto do perfume "Florabotanica" da Balenciaga. Uns questionaram-se se o sucesso da campanha poderia estar comprometido. Eu duvidei. Ou melhor, não sabia se o caso poderia afectar as vendas do perfume, mas estava (e estou) altamente convicto de que aquela confusão toda tinha contribuído para evidenciar a mulher Balenciaga que existe dentro da Kristen. Lá está, aquela mulher intrigante, contracorrente, de beleza imperfeita e cheia de personalidade.

Há alguns dias atrás, no âmbito da divulgação do perfume, a Balenciaga fez uma entrevista em livestream à Kristen Stewart, com base em perguntas escritas por fãs. A "conversa", que era suposto durar meia hora, não passou dos 17 minutos. É certo que as perguntas não foram as melhores, mas a Kristen baralhou-se imenso, parecia totalmente desconfortável, o que, na verdade, a tornou adorável e me fez gostar ainda mais dela. Vejam o vídeo:


A melhor parte começa a partir dos 14 minutos. ^-^
Awww... ela é socially awkward como nós!

Isto tudo das musas, da Chloë, da Charlotte e da Kristen fez-me pensar no quão melhores as nossas vidas seriam, se a próxima campanha da Balenciaga juntasse estas três actrizes como modelos. Vocês sabem que eu prefiro campanhas e desfiles com modelos relativamente anónimas, em vez de celebridades, todavia, como é óbvio, existem excepções... Ainda por cima, a colecção S/S 13 é maravilhosa! Imaginem, as três fotografadas pelo Steven Meisel! POW!! Espectacular! Se bem que uma sessão fotográfica que envolva a Chloë e o Steven Meisel possa ser uma má ideia... De qualquer maneira, fica aqui a ideia.

E a minha proposta de looks para cada uma:

domingo, 21 de Outubro de 2012

Opening Ceremony na nova edição da revista Umbigo


Existem milhares de razões para vocês comprarem a nova edição da Umbigo, que recentemente chegou às bancas, entre as quais o facto de a Dita Von Teese aparecer na capa e de eu ter escrito um dos artigos que lá aparecem. Desta vez, resolvi escrever sobre a Opening Ceremony. Eu sei que todos vocês já ouviram falar sobre ela, mas será que também conhecem minimamente a sua história e os seus fundadores? Se estiverem interessados em aprofundar os vossos conhecimentos acerca desta empresa extremamente inovadora e bem-sucedida, que celebra este ano o seu décimo aniversário, já sabem o que têm a fazer: ir à livraria/papelaria mais próxima de vossa casa e comprar a nova edição da Umbigo. A paginação do artigo, que, como podem ver através da imagem acima, tem um óptimo aspecto, foi feita pelo talentoso Bruno Rosa (Janela Urbana).

E já que falamos em OC, achei pertinente incluir neste post um dos meus short films favoritos da empresa. Este, intitulado "Non Plus One", foi realizado pela Gia Coppola, conta com a participação da adorável Kirsten Dunst e do Jason Schwartzman e teve como objectivo a divulgação da colecção S/S 10 da Opening Ceremony. :)

sábado, 20 de Outubro de 2012

O melhor da ModaLisboa PULSE - Parte III


Depois de ter estado uma temporada afastado da ModaLisboa, Aleksandar Protic voltou às passerelles e reafirmou o seu enorme talento com esta excelente colecção, que, a meu ver, podia muito bem ser vendida numa loja do género da LN-CC, ao lado de peças de designers como Damir Doma, Haider Ackermann e Rick Owens. Existe talento em Portugal, não me canso de dizer isso... e esta colecção é a prova de que só precisamos de mais investimento e visibilidade. Miúdas, os Fashion Awards Portugal estão aí à porta! Toca a fazer encomendas ao Protic! É só escolherem o look.


Marques ' Almeida, os mais cool e internacionais deste Portugal, voltaram a apresentar na ModaLisboa. O que há para não gostar?! Já tinha visto (e adorado) fotografias desta colecção tiradas durante a London Fashion Week, mas é sempre giro ver de perto, ao vivo. É muito importante ver um look em movimento, obeservar detalhes e apreciar a parte detrás, que raramente aparece em imagens divulgadas na Internet. Em relação às colecção apresentada, gostei imenso das transparências, da fluidez de algumas peças e dos motivos florais em ganga - elementos que tornaram a rapariga Marques ' Almeida mais feminina e frágil. Todavia, os tecidos desfiados, as formas descontraídas e atitude das modelos mantiveram a estética crua muito característica da marca. O calçado, como sempre, altamente desejável.

ModaLisboa / Photography: Rui Vasco

quinta-feira, 18 de Outubro de 2012

O melhor da ModaLisboa PULSE - Parte II


A androginia é um elemento recorrente nas colecções de Ricardo Andrez, mas, desta vez, o designer tomou um passo em frente e, no final do desfile, vimos, não só modelos masculinos, mas também femininos. Dessa forma, Andrez provou que as suas peças, de facto, podem ser vestidas por mulheres. O calçado (desta vez, totalmente criado pelo próprio designer, sem qualquer tipo de colaboração) e os chapéus (uma espécie de viseiras) chamaram a atenção de muitos. Gostei especialmente de umas calças largas, em tons creme, com tiras horizontais de texturas diferentes, e de uma interessante t-shirt azul escura preenchida com pequenos fios brancos (imagem acima).


Uma pessoa até pode não achar piada às colecções desenhadas pelo Ricardo Dourado, mas nunca é capaz de dizer que não gosta dos seus desfiles. A mensagem é perfeitamente coesa e clara - a música, a maquilhagem, as roupas... tudo em sintonia. E é assim que as coisas devem ser feitas. Para a Primavera/Verão de 2013, Dourado voltou a apostar numa estética agressiva, streetwear, mas que, desta vez, nos remete para presidiários e gangs de rua. Gostei muito dos tops feitos a partir de coletes à prova de bala, sobretudo daquele todo preto (imagem acima).


A colecção S/S 13 do V!TOR pareceu-me "um vómito" daquela a que eu gosto de chamar "juventude pós-internet" - miúdos e miúdas que cresceram com as novas tecnologias, ouvem M.I.A. e Grimes, coleccionam imagens divertidas de gatos no computador e sentem-se nostálgicos quando se lembram de coisas fofinhas dos anos 90 como os Pequenos Póneis e os Furbys. De facto, toda essa estética fantasiosa associada à colecção fez ainda mais sentido com aquele pó branco (Farinha! Pensavam o quê?!) espalhado pela passerelle. A fotógrafa Luísa Cativo esteve envolvida no processo criativo da colecção.

ModaLisboa / Photography: Rui Vasco

quarta-feira, 17 de Outubro de 2012

O melhor da ModaLisboa PULSE - Parte I

Não sei se as pessoas que estiveram presentes nesta última edição da ModaLisboa partilham da mesma opinião, mas eu achei que desta vez o evento estava muito bem organizado. Existiram filas e atrasados, claro... isso é natural em desfiles e em espaços com muita gente, todavia, quanto ao resto, julgo que correu tudo na perfeição.

Pronto, queria só dizer isso, antes de começar a analisar os desfiles propriamente ditos, porque penso que as pessoas envolvidas na organização merecem saber quando nós, "espectadores", gostamos do seu trabalho, e não apenas quando achamos que as coisas estão mal feitas.


Alexandra Moura. Foi o primeiro desfile desta edição da ModaLisboa que realmente me chamou a atenção. Existe um grande número de elementos nesta colecção que nos remete para as estéticas de Rei Kawakubo e Junya Watanabe (silhuetas, head pieces, xadrez, um bocadinho de punk aqui, uma certa fragilidade alí...). Alguns pormenores e acessórios deixaram-me bastante intrigado - o calçado absolutamente desejável combinado com as meias às bolinhas, a mochila com o skate e as flores (lá está, aquela dualidade punk(ou skate punk)/fragilidade). A maquilhagem estava divinal, a condizer com a banda sonora do desfile. (ver colecção completa aqui)


Pedro Pedro parece-me ser um dos poucos designers portugueses conscientes daquilo que se passa lá fora, na indústria da moda internacional. Nota-se perfeitamente que ele está atento aos materiais, cores, silhuetas e até mesmo à atitude (refiro-me às modelos e à sua maquilhagem) adoptados pelos grandes designers do mundo. Dessa forma, ciente do que o rodeia e daquilo que as mulheres actualmente procuram, Pedro Pedro consegue aliar a sua estética a uma vertente mais comercial, que, na minha opinião, é completamente indispensável. Algumas silhuetas e materiais fizeram-me lembrar Céline e Chloé. Tal como grande parte das pessoas que assistiu ao desfile, gostei imenso das botas de cano alto, abertas na ponta dos pés e nos calcanhares. (ver colecção completa aqui)


Os desfiles do Luís Buchinho estão sempre na minha lista dos mais aguardados da ModaLisboa. Extremamente elegantes e femininas, as propostas deste designers raramente desiludem. Normalmente, as colecções de Buchinho focam-se em cores frias e neutras, no entanto, desta vez, antes de nos ter sido apresentada uma série de looks em azul, vimos muitas peças em magenta, rosa, coral, laranja e vermelho, que, na minha opinião, injectaram uma grande dose de energia no desfile. As assimetrias estiveram presentes em quase toda a colecção. (ver colecção completa aqui)

ModaLisboa / Photography: Rui Vasco

terça-feira, 16 de Outubro de 2012

The Misshapes


Posts sobre os desfiles que mais me agradaram desta edição ModaLisboa serão publicados muito em breve (prometo!). Por agora, deixo-vos com uma coisa que me manteve ocupado durante os últimos dias - uma entrevista aos The Misshapes. É verdade. Aproveitando a passagem da dupla de DJs pela capital portuguesa, o pessoal da BLESS convidou-me para fazer umas perguntinhas ao Geordon e à Leigh, que me pareceram muito profissionais e simpáticos. :)

Leiam a entrevista (e oiçam o fantástico DJ set que eles passaram no desfile da Adidas) aqui!

sexta-feira, 12 de Outubro de 2012

ModaLisboa PULSE



Já começou mais uma edição da ModaLisboa. Estamos, hoje, no segundo dia de desfiles. Desta vez, não só por causa da faculdade, mas também devido a outros projectos (pseudo-)profissionais, a minha cobertura do evento será um bocado diferente. Infelizmente, não vou poder fazer críticas aos desfiles e publicá-las no dia seguinte. Essa parte terá de ficar para mais logo, quando tiver tempo e me sentir com mais energias (porque trabalhar para a faculdade, passar horas em pé, com fome e sono desregula o sistema de qualquer um). Descansem, brevemente farei um post sobre tudo o que mais gostei. Ontem, vi Ricardo Preto, White Tent e Filipe Faísca. Posso dizer, desde já, que aquele que mais me cativou foi o primeiro.

Entretanto, como muitos de vocês já devem ter reparado, nesta edição tenho partilhado fotografias do evento em tempo real. Sigam a página de Facebook do blog, a minha conta no Twitter (@arturinthewoods) e no Instagram (@artuinthewoods), para poderem ver fotografias que vou tirando a  desfiles, amigos, pessoas com estilos interessantes e espaços. Vejam só as fabulosas fotos que tirei ontem! Uau...

Obrigado! :)

segunda-feira, 8 de Outubro de 2012

O melhor da colecção F/W 12/13 da Prada

Eu discordo completamente com todos aqueles que acham que a colecção masculina F/W 12/13 da Prada é aborrecida. Só quem não perdeu um minuto a apreciar close-ups de cada peça é que pensa de tal maneira. Existem tantos pormenores divertidos, interessantes e eye-popping... a começar pela enorme variedade de padrões e texturas, a passar pelas ricas e invulgares combinações de cores, e a acabar nos engraçados acessórios (óculos, calçado e broches). É certo que esta colecção não bate a anterior, a de Primavera/Verão 2012 (provavelmente, a minha preferida de sempre, em termos de menswear), contudo, não é por isso que deixa de ser fantástica e altamente convidativa para stylists e compradores.

Posto isto, hoje, decidi reunir uma série de fotografias centradas em pormenores da colecção F/W 12/13, não só para baralhar as cabeças dos cépticos, mas também para deliciar/perturbar todos aqueles que, como eu, se sentem incrivelmente atraídos por este trabalho da Miuccia Prada. Enjoy!






domingo, 7 de Outubro de 2012

Recordar


Em 2007, a Charlotte Gainsbourg apareceu assim, na gala do MET, vestida com um espectacular look Balenciaga. A musa de Nicolas Ghesquière percorreu a passadeira vermelha acompanhada pelo seu marido, Yvan Attal. As imagens não são novas... muitos de vocês, provavelmente, já as viram. De qualquer maneira, não quis que estas fotografias deixassem de fazer parte deste blog, até porque, por estes lados, o que não falta é admiração relativamente à Balenciaga e à Charlotte. E, verdade seja dita, este foi um dos momentos em que essas duas fascinantes forças da moda se juntaram e criaram aquilo a que podemos chamar de magia.

sábado, 6 de Outubro de 2012

Artur In The Woods na REVISTA do Expresso


O meu interesse pela moda surgiu por volta de 2004/2005, quando, em certos locais públicos, comecei a folhear edições de revistas como a ELLE e a Vogue. Em casa, nessa mesma altura, para além da Internet, a única fonte de inspiração e de informação acerca do tema resumia-se aos extraordinários suplementos de moda do semanário Expresso, que, se não me engano, saíam duas vezes por ano. Eu adorava-os! Durante semanas, analisava cada página ao pormenor... desde a primeira, que normalmente abordava as tendências da respectiva estação, à última, que podia, por exemplo, falar do desfile da JLO (sim, a marca da Jennifer Lopez), que mesmo não tendo sido incluído no calendário oficial da New York Fashion Week, foi um grande sucesso! Ai, ai... esses bons (e foleiros) tempos...

Assim, devem imaginar o enorme sorriso com que eu fiquei, quando, há algumas semanas atrás, cerca de oito anos depois de ter lido um suplemento de moda do Expresso pela primeira vez, o semanário me convidou para informar os seus leitores acerca das três tendências masculinas que eu considero mais evidentes para este Outono/Inverno. O artigo, que conta ainda com contribuições da Carmo, da Pepa e da Maria Guedes, apareceu na REVISTA desta semana.

Um agradecimento especial ao talentoso Alexandre Vaz, autor da fotografia na qual eu apareço. Vejam mais alguns dos seus trabalhos aqui e aqui.

quinta-feira, 4 de Outubro de 2012

Anna Dello Russo at H&M


Ontem à noite, fui ao preview da colecção da Anna Dello Russo para a H&M, no Chiado. Cheguei apenas alguns minutos atrasado, mas foi o suficiente para as prateleiras ficarem completamente vazias. Insane! De qualquer forma, diverti-me imenso, ouvindo boa música, pondo a conversa em dia com amigos e conhecendo algumas pessoas novas. Cliquem aqui e vejam algumas fotografias que tirei. A colecção começou, hoje, a ser vendida para todo o público. Despachem-se, antes que as vossas peças preferidas se esgotem!

Miu Miu S/S 13


A Miu Miu aborda a feminilidade, a juventude e a elegância de uma forma muito inteligente e é por isso que a considero uma das minhas marcas preferidas. Não tem tudo a ver com a beleza. A atitude e o cérebro são extremamente valorizados pela Miuccia Prada. O desfile de ontem contou com uma front-row impecável - cinco adoráveis actrizes (incluindo a nossa fabulosa Chloë Sevigny), vestidas com peças Miu Miu ou Prada. Embora essas miúdas tenham feito as delícias dos fotógrafos, o que mais me interessou no evento foi o cenário, a música e, claro, a colecção apresentada. Ganga escura, peças com aspecto amarrotado, texturas atraentes... Elementos recorrentes na marca-irmã Prada (aqui, aqui e aqui). Quem não gosta, com certeza, não bate bem da cabeça.

Vejam a colecção completa aqui.

terça-feira, 2 de Outubro de 2012

O Hedi Slimane está de volta! (Yay?!)


As críticas dos especialistas não têm sido favoráveis, o que, de certa forma, me deixa confortável com os comentários, que, ontem à noite, publiquei através da página de Facebook. De facto, esta colecção é bonita, mas, infelizmente, não chega a ser mais do que isso. As minhas expectativas eram elevadas, porque sempre admirei a estética do Slimane. Fiquei contente quando soube do seu regresso (embora, simultaneamente triste pela saída do Stefano Pilati). A mudança do nome (e do logótipo) da marca, como muitos de vocês já sabem, não me fez confusão nenhuma. Para ser honesto, até gostei! No entanto, chegou a parte essencial e... flop! É que a julgar por esta colecção, que carrega uma série de ideias já muito batidas, parece que o designer, depois de ter deixado a Dior, em 2007, parou de se interessar pelo mundo da moda. Contudo, todos nós sabemos que não é esse o caso. O Hedi Slimane, até hoje, tem fotografado imensos editoriais para diversas revistas. Tais produções incluem não só as caras mais frescas da indústria, mas também peças de colecções contemporâneas desenhadas pelos designers mais talentosos do momento. É muito estranho... e muito aborrecido. De qualquer forma, convém não esquecer que esta é a primeira colecção womenswear concebida pelo designer e que este sempre foi conhecido pelos seus excepcionais contributos no menswear. Assim, espero sinceramente que a próxima proposta masculina da Saint Laurent não desiluda.

A colecção completa pode ser vista aqui.

Para quem não tem paciência para críticas fofinhas, aconselho Cathy Horyn (The New York Times) e Lisa Armstrong (The Telegraph).