segunda-feira, 30 de Julho de 2012

Music with "Artur in the Woods"

Existem duas razões para visitarem o Spottedtoshare: a primeira, porque se trata de um óptimo blog, cheio de boas vibes e interessantes conteúdos; a segunda deve-se ao facto de, por lá, ter sido publicada, recentemente, uma entrevista que me fizeram sobre um dos temas que mais me cativa, para além da moda - a música. Através das minhas respostas, vão conseguir saber quais as minhas músicas favoritas incluídas em bandas sonoras, o género de música que considero como meu "guilty pleasure" e até que performer falecida eu gostaria de ressuscitar! Vejam tudo aqui! :)


Obrigado, à Denise, autora do blog, pelo convite e pelas palavras simpáticas! ;)

domingo, 29 de Julho de 2012

SILENT by Damir Doma F/W 12/13

Como devem calcular, se eu tivesse os recursos necessários disponíveis, o meu guarda-roupa sofreria algumas alterações e dentro dele não iriam faltar peças com etiquetas de excelentes designers. Não o faria com o intuito de ostentar a minha riqueza, mas sim porque acho que os verdadeiros talentos devem ser apoiados e porque me sentiria bastante realizado a nível pessoal se gostasse genuinamente de todas as roupas que visto.

Enfim, se tal acontecesse, se de repente visse o meu saldo a aumentar de forma exponencial, uma das marcas em que mais apostaria seria a SILENT, o projecto secundário do designer Damir Doma. Nesta sua linha de roupas menos caras, as peças são também mais casuais, direccionadas para o dia-a-dia. Muitos dos materiais utilizados são ricos, no entanto, nunca exuberantes. Aprecio a simplicidade e o cuidado que parece ser despendido em cada pormenor. Vistas como um todo, as colecções da SILENT têm um ar streetwear, porém, com algumas influências étnicas e sem nunca cair no vulgar. As cores costumam ser sempre sóbrias, o que vai ao encontro do meu estilo pessoal.

A minha mais recente obsessão da SILENT é a colecção de Outono/Inverno 12/13. Ugh!... Absolutamente perfeita! Se me abstrair do styling (que está maravilhoso, mas não muito de acordo com o meu estilo pessoal) e atentar em cada peça individualmente, imaginando-as conjugadas com outras de diferentes marcas, constato que me apetece ter praticamente tudo! As cores são lindíssimas, os materiais perecem super confortáveis e a qualidade óptima! Tudo muito puro e elegante. Vejam os meus looks preferidos:


O lookbook completo pode ser encontrado aqui. A colecção feminina também existe e pode ser vista aqui.

sábado, 28 de Julho de 2012

Meadham Kirchhoff S/S 2013

Ainda fico completamente deslumbrado, quando vejo imagens ou vídeos da apresentação da colecção Primavera/Verão 2013 da Meadham Kirchhoff. Aquele ambiente assombrado e bizarro atrai-me imenso! O vídeo que se encontra neste post é um behind the scenes da apresentação da colecção e faz-nos mergulhar ainda mais na estética da marca. Graças a ele, fiquei a saber quem é o responsável por todo aquele maravilhoso cenário. Chama-se Tony Hornecker, e a julgar pelas fotografias de outros dos seus trabalhos que se encontram no seu site oficial é um profissional cheio talentoso.

sexta-feira, 27 de Julho de 2012

Quatro raparigas que vocês devem seguir no Twitter

O pessoal em Portugal não tem tendência para usar o Twitter, pois não? É uma pena, porque por lá as coisas parecem bem mais divertidas do que no Facebook (plataforma sem futuro?). No Twitter, tudo é curto e rápido e, quase sempre, transparente - coisas que a sociedade actual valoriza imenso. Gostava de "tweetar" mais. Só não o faço porque, enfim, a minha vida social é praticamente inexistente... E, afinal de contas, qual é o objectivo de "tweetar", para além de tentar mostrar aos outros que as suas vidas são uma tristeza em comparação com a nossa?! Exacto, nenhum.

De qualquer forma, este blog tem uma conta de Twitter, que está automaticamente ligada à página de Facebook. De vez em quando, faço login na "plataforma do passarinho", só para espreitar os tweets de algumas das minhas personalidades preferidas. Hoje, escrevo sobre quatro contas de twitter que vocês devem seguir. Todas elas pertencem a figuras públicas femininas adoráveis! Então, aqui vai...

@lenadunham



Exemplos de fotos "tweetadas" pela Lena.

Quem? Lena Dunham, a criadora e actriz da fabulosa série Girls.
Porquê? Porque ela é super talentosa e divertida. Gosto imenso da sua atitude descontraída e do facto de se mostrar ao mundo como uma pessoa completamente normal, ou seja, não existe uma fantasia à sua volta. Admite que gosta de comer desalmadamente, não se preocupa excessivamente com a sua aparência e aborda/menciona outras celebridades de forma hilariante através do Twitter.
Aqui fica um dos seus melhores tweets dos últimos dias:

@ladygaga



Exemplos de fotos "tweetadas" pela Lady Gaga.

Quem? Lady Gaga... Tipo, tens a certeza de que não a conheces?!
Porquê? Porque ela é fixe! A sério, não percebo os haters da Lady Gaga. Ela é super fofinha, simpática para os seus fãs e para as outras celebridades... Simpática para toda a gente! Gosto dos tweets dela, sobretudo quando vêm acompanhados de fotografias. Costumam ser sempre amorosas! Ela é apenas uma rapariga normal, que, por acaso, cresceu com o sonho de vir a ser uma estrela pop internacional e que, de vez em quando, gosta de se vestir de forma "esquisita". Oh, e ela vai ser a capa da próxima edição de Setembro da Vogue americana, a maior até à data!
Aqui fica um dos seus melhores tweets dos últimos dias:


@HaileeSteinfeld



Exemplos de fotos "tweetadas" pela Hailee Steinfeld.

Quem? Hailee Steinfeld, a miúda que impressionou toda a gente com a sua actuação no filme Indomável.
Porquê? Bem, basicamente, porque ela tem apenas 16 anos e é mais talentosa e inteligente do que a maioria das celebridades adultas em Hollywood. Apesar do seu nome estar, neste momento, associado a grandes filmes de excelentes realizadores, esta rapariga, que está sempre deslumbrante nas passadeiras vermelhas, parece ter consciência da sua idade, divertindo-se de acordo com a mesma. O facto de a Hailee ser amiga da Tavi e de ter aparecido numa campanha da Miu Miu faz-me gostar ainda mais dela! :)
Aqui fica um dos seus melhores tweets dos últimos dias:


@AZEALIABANKS


Exemplos de fotos "tweetadas" pela Azealia Banks

Quem? Azealia Banks, promissora rapper de Harlem, conhecida pelo seu hit 212.
Porquê? Porque ela tem talento e todas as suas músicas lançadas até agora têm "single potential". Como pessoa, ela parece um bocado imatura, é verdade, mas isso traduz-se numa conta de twitter absolutamente viciante! Adoro perder tempo a ler os seus tweets sem sentido e as discussões que ela tem com outros artistas. Basicamente, esta miúda não parece muito preocupada com o que os outros pensam, o que faz dela uma celebridade muito interessante. Por outro lado, a Azealia é extremamente determinada e, quando se trata de trabalho, não brinca. Percebe-se que ela não anda "por aí" por causa da fama, mas sim pela paixão que tem pela música.
Aqui fica um dos seus melhores tweets dos últimos dias:

quarta-feira, 25 de Julho de 2012

Coisas que passam pela minha cabeça #2

No sentido dos ponteiros do relógio, a começar pelo canto superior esquerdo: Gosto de t-shirts brancas, sobretudo se forem da Levi's. Esta, que veêm na imagem, é da Levi's Vintage Clothing. Tem um ar mais usado, vintage, o que a torna ainda mais cool. / Nunca é tarde de mais para comprar um calendário da BUTT, nem que já estejamos no final de Julho! #facto. / Os tapetes "chindi" estão, provavelmente, no topo da minha lista de objectos decorativos favoritos. Quero uma casa cheia deles! / Ainda continuo completamente apaixonado por estas pulseiras Proenza Schouler. A intensidade da minha devoção por tais acessórios continua elevadíssima, como no primeiro dia em que os vi!

Esta música é fixe:

segunda-feira, 23 de Julho de 2012

Jil Sander Lunch Bag

Um dos momentos pelos quais eu mais aguardava - a chegada das lunch bags da colecção masculina F/W 12/13 da Jil Sander às lojas. Este modelo, ao contrário do preto, que é feito em pele, muito à semelhança das malas da portuguesa ANVE, deixa-me mais intrigado, porque é 100% feito de papel revestido. Sem dúvida, um acessório bonito e divertido! À venda na LN-CC por €221.97.

sábado, 21 de Julho de 2012

Já tenho o meu Anuário Janela Urbana!

Encontrar revistas portuguesas sobre cultura, arte e moda, cujos conteúdos sejam algo decente já é uma tarefa difícil, mas encontrar revistas desse género, não só com bons conteúdos, mas também bom design, é praticamente impossível. Felizmente para nós, o caso muda um bocado de figura com o lançamento do Anuário Janela Urbana. A partir do dia 19 de Julho, a tarefa de encontrar uma boa publicação sobre cultura, arte e moda, com excelentes conteúdos e um excelente design, passou a ser um bocadinho mais fácil.






(Desculpem a fraca qualidade das fotografias. Eu sou um excelente fotógrafo, mas ainda não sou rico e, por isso, a minha máquina é uma treta.)

O formato é pequeno, não tem as dimensões que a maioria das revistas apresenta. De qualquer forma, o Anuário Janela Urbana não é uma revista, é um anuário, uma compilação! E, verdade seja dita, o seu tamanho reduzido dá-lhe um certo charme (pensem na Apartamento e esqueçam os formatos pocket das revistas femininas).

Os artigos deste anuário consistem em "desenvolvimentos" de alguns textos publicados online. Ou seja, a experiência de leitura, para além de ser mais prazerosa, uma vez que implica uma publicação em suporte físico, torna-se mais longa. E, lá está, o design é óptimo (graças ao excelente designer que é o Bruno Rosa!), o que faz com que a leitura seja ainda mais convidativa.

Esta é, sem dúvida, uma publicação que vale a pena comprar. E não digo isto apenas porque ela inclui um artigo escrito por mim sobre a Lacoste e o Felipe Oliveira Baptista, mas sim porque é importante apoiar o que é realmente bom (independentemente de ser português, ou não. Neste caso, é... E ainda bem!). Para mais informações sobre o Anuário Janela Urbana e sobre como adquiri-lo, visitem janelaurbana.com/anuario.

quinta-feira, 19 de Julho de 2012

Sapatos Balenciaga F/W 10/11

Foi depois de ter criado este blog que passei a compreender o fascínio que muitas pessoas têm por sapatos, sobretudo sapatos de mulher. É verdade, mas se até há relativamente pouco tempo não ligava muito a essa parte parte do vestuário, agora é uma das que mais me prende a atenção. Se me perguntarem qual é o sapato de mulher mais bonito que alguma vez vi, respondo "os da colecção F/W 10/11 da Balenciaga" (acho que todos aqueles que seguem este blog no Facebook já perceberam isso). Não falo de um modelo em específico, mas sim de praticamente todos os sapatos dessa colecção, todos eles muito semelhantes. O design é incrível! Muito arquitectural. A mistura de cores, materiais e texturas evoca, a meu ver, quer o trabalho de Mondrian, quer a estética do Memphis Group (mencionado no post de ontem).

Encontrar fotografias decentes destes sapatos na Internet não é tarefa fácil. Quer dizer, as imagens de detalhes do Style.com estão sempre disponíveis, contudo, nestes casos, gosto sempre de ver fotografias tiradas fora da passerelle (com uma luz diferente, com maior definição, com "pessoas reais") e essas, sim, são difíceis de encontrar. Hoje, decidi partilhar convosco a minha colecção de imagens "decentes" dos sapatos da colecção F/W 10/11 da Balenciaga, criados pelo Nicolas Ghesquière em colaboração com o Pierre Hardy. 3, 2, 1... Shoe pornography!!!










Peço desculpa pela ausência de fontes, mas estas imagens foram gravadas no meu computador ao longo de vários meses. Acabei por perder as URLs dos sites onde elas foram encontradas.

quarta-feira, 18 de Julho de 2012

(inserir um título alusivo ao Verão aqui)


Não há dúvidas de que estamos em pleno Verão. Temperaturas acima dos 40ºC, o mundo da moda está completamente parado, os No Doubt (banda de infância!) estão de volta (mais de 10 anos depois do lançamento do Rock Steady!) com um single super alegre (oiçam aqui), cujo refrão grita piscinas, palmeiras e cocktails coloridos (bem, pelo menos é assim que eu o percepciono)...

Anyway, escrevo este post com o objectivo de acabar com a ausência de actualizações decentes neste blog. Aqui ficam algumas das coisas fixes que têm passado pela minha cabeça, nesta altura tão quente e descontraída do ano.

Em primeiro lugar, referência ao Memphis Group, que me tem inspirado imenso. O candeeiro que veêm na imagem deste post foi desenhado pelo Ettore Sottsass e, na minha opinião, é uma belíssima peça de design. Adorava ter um! Gosto especialmente do contraste entre as cores e o padrão da base. Super divertido!

Quando andava a passear na loja online da Opening Ceremony e tropecei naquela camisa havaiana de manga curta, fiquei completamente deslumbrado! Uma colaboração muito bem conseguida entre a Reyn Spooner e a Opening Ceremony. Totalmente indicada para agora!

Uma pochete para cosméticos é algo que, para mim, se torna completamente desnecessário, a não ser que estajamos a falar de uma pochete para cosméticos da Prada com um print da colecção S/S 12. Aí, sim, o objecto ganha utilidade. Não para guardar cosméticos, mas simplesmente para cumprir o meu desejo de ter um objecto bonito. Ficava tão bem aqui, ao pé da minha secretária, como objecto decorativo.

segunda-feira, 16 de Julho de 2012

É oficial: faço parte do mundo da moda!

Para além de teres de gostar de roupas, existem três grandes requisitos, para poderes dizer que fazes parte do mundo da moda, sem que ninguém desconfie: 1) tens de gostar de álcool (afinal de contas, o álcool é a única razão pela qual existem eventos de moda); 2) ter um iPhone; 3) ter uma conta no Instagram (e este, pessoal, é provavelmente o requisito mais importante!). Esta cena dos requisitos deu-me uma enorme dor de cabeça nos últimos meses. Sentia-me excluído e frustrado. Queria fazer parte do mundo da moda, mas não conseguia! O problema não era o álcool, mas sim o iPhone e o Instagram. I mean, se um blogger de moda já provoca gargalhadas por entre os profissionais da Indústria, imaginem um blogger de moda sem iPhone e Instagram!

Esta é a minha primeira fotografia tirada com Instagram. Está um bocado podre.

OK, talvez esteja a caricaturar demasiado a situação, mas não tenham dúvidas de que nestas coisas da moda é importante seguir as novidades. Faz parte. Portanto, ya, já posso, finalmente, dizer que pertenço ao mundo da moda. Já tenho iPhone, algo que, com certeza, irá melhorar a qualidade deste blog. Já instalei praticamente tudo o que preciso - Facebook, Twitter, Tumblr, Instagram (claro!) e até Viddy (ouvi dizer que vai ser a próxima grande cena (basicamente, é o Instagram para vídeos))!

Quer no Instagram, quer no Viddy (ainda não pus lá nenhum vídeo), sigam-me em @arturinthewoods.

domingo, 15 de Julho de 2012

Factos, interrogações, descobertas...


Não sou propriamente fã da Isabel Marant, mas a tackiness deste bomber jacket mexe comigo. Adoro-o! (fonte)
  1. Gente do sexo feminino, para quê comprar na ZARA, quando existe a Bimba & Lola? A sério, esta loja vende peças adoráveis, que parecem uma mistura de Proenza Schouler com Miu Miu, Marni e Prada. Tudo a preços relativamente acessíveis!
  2. Estou completamente viciado na nova mixtape da Azealia Banks, Fantasea (free download!). E ainda não me cansei do EP 1991! Esta miúda só sabe fazer hits!
  3. Rachel Comey. Conheci a designer/marca há pouco tempo. Vejam este top e esta saia. So good!
  4. Tenho andado desencantado com a "cena" da moda em Portugal. Soooo boring! Eventos, aberturas de lojas, apresentações de colecções... Sei que isso tudo é óptimo para networking, mas vou tirar umas férias e, nos próximos tempos, irei preocupar-me apenas com os projectos das pessoas de quem realmente gosto, aquelas que me apoiam.
  5. Tenho-me divertido imenso com o meu novo tumblr!

sexta-feira, 13 de Julho de 2012

Flores Dior


Tenho a certeza de que não fui o único a adorar o cenário do desfile da última colecção haute couture da Dior (a primeira desenhada pelo Raf Simons). As paredes das várias salas preenchidas com flores (colocadas, praticamente, uma a uma!) tornaram o ambiente tão opulente! Fico feliz pela Dior ter criado este vídeo tipo behind the scenes/making of. É interessante ver esta parte do espectáculo, o que está por detrás, o que aconteceu antes. Torna-se engraçado ver estas pessoas todas, que provavelmente pouco ou nada conhecem sobre a casa Dior (não que tivessem essa obrigação) e mal parecem saber que estão a contribuir para um momento icónico da história recente da moda... No final de contas, it's all business!

quinta-feira, 12 de Julho de 2012

Chloë Sevigny para a Miu Miu

É claro que isto tinha de aparecer aqui! Eu já vos tinha falado sobre a nova campanha da Miu Miu por aqui. Na verdade, até já vos tinha mostrado uma preview, mas agora podemos apreciar a sessão fotográfica na sua totalidade. É certo que a campanha não está nada de especial (Oh, como eu gostava que a dupla Mert e Marcus ambicionasse mais qualidade em vez de quantidade!), todavia é, sem dúvida, bastante eye-catching. As cores e os padrões são super apelativos! Nenhum dos poucos vestidos que fazem parte da colecção apareceu nas fotografias, o que é interessante de notar, uma vez que a Miu Miu sempre foi conhecida pelos seus vestidos muito girly. Agora que me lembro, também é interessante de notar o facto de a Take Me To The Club, que é uma música que faz parte da banda sonora do filme Party Monster (no qual a Chloë Sevigny participou), ter feito igualmente parte da banda sonora do desfile desta colecção.

Vejam a campanha completa aqui.

quarta-feira, 11 de Julho de 2012

Miss Representation

Eu considero-me uma pessoa que dificilmente se deixa impressionar por vídeos/filmes (pseudo-)persuasivos (eu sei que isto parece contraditório, uma vez que sou autor de um blog de moda, mas se lerem este post na sua totalidade vão perceber o meu ponto de vista). Veja-se, por exemplo, o caso de KONY 2012 e de Uma Verdade Inconveniente... Nenhum deles me convenceu. Revirei os olhos desde o primeiro minuto em que comecei a vê-los. No entanto, o mesmo não aconteceu, quando, ontem, vi o Miss Representation. Para quem não sabe, trata-se de um documentário que explora o facto de os media (actualmente, um dos maiores veículos de socialização), em especial nos EUA, estarem constantemente a degradar a imagem das mulheres, o que influencia negativamente o pensamento de todos nós e perpetua a desigualdade entre sexos. Vejam o trailer:


É certo que algumas partes do filme me deixaram um bocado reticente (a música dramática de fundo, que tinha como único objectivo fazer subir a pique as emoções do espectador, irritou-me um bocado, e pelo menos um dos intervenientes deixou-me desconfortável), porém tudo fez imenso sentido. O documentário terminou e eu senti que só tinham sido apontadas verdades. Um dos aspectos que eu achei muito positivo, no filme, foi o facto de ele não se ter cingido a apenas um ponto de vista - vemos testemunhos e constatações de um monte de mulheres que se sentem vítimas, mas ao mesmo tempo autoras deste fenómeno de discriminação do sexo feminino. É certo que os media têm uma enorme influência sobre a sociedade, mas nós, como seres humanos capacitados, ainda conseguimos pensar por nós mesmos e muitas mulheres desleixam-se nessa parte, assimilando ideias negativas em relação ao sexo feminino.

Mais uma vez, eu sei que isto tudo pode parecer muito estranho vindo de uma pessoa que decide escrever sobre roupa (na verdade, não se trata apenas de roupa, existe um interesse mais profundo, mas vocês percebem a ideia) e sobre designers que escolhem mulheres magríssimas para exibirem as suas criações nas passereles, mas deixem-me defender a minha posição: eu próprio já fui persuadido e já fui uma grande vítima dos media. Recuemos seis/sete anos, altura em que eu tinha mais ou menos 13 anos e comecei a interessar-me por moda. Acho que já disse isto por aqui, mas volto a repetir: os meus gostos mudaram imenso ao longo dos anos e, quando eu tinha 13, sentia-me muito atraído pelo lado mainstream e vazio da moda. Achava imensa piada às modelos e aos desfiles da Victoria's Secret (eu sei, só de pensar sinto-me envergonhado!) e que os verdadeiros ícones de estilo viviam em Los Angeles. Durante alguns anos, permaneci assim, a acreditar que as coisas cool se resumiam a eventos dignos de transmissão no E! Entertainment.

Felizmente, as coisas mudaram. E mudaram, sobretudo, quando comecei a descobrir o "alternativo" - filmes e músicas independentes, bem como actores/realizadores que fogem à "febre" de Hollywood, como o Woody Allen, a Tilda Swinton, a Sofia Coppola, a Kirsten Dunst ou a Chloë Sevigny. Ao mesmo tempo, surgiu um interesse por designers/marcas de moda mais inteligentes, que fogem à maioria dos critérios de beleza convencionais, como é o caso da Miuccia Prada (que, por outro lado, é conhecida por recorrer a castings pouco diversificados em termos raciais). Ou seja, comecei a aperceber-me de que o cérebro é mais importante do que a aparência. Para além das minhas aventuras no "mundo alternativo", o facto de ter entrado para a faculdade, mais precisamente para o curso de Sociologia, abriu-me imensos horizontes. Passei a julgar menos as pessoas, a compreender as diferenças (o que não significa compreender/aceitar desigualdades) e a perceber que a forma como as pessoas são socializadas, o contexto em que elas estão inseridas, influencia imenso o seu comportamento e forma de pensar.

Girls. Ainda há esperança.

É importante que haja um critério de beleza na nossa sociedade, aliás, julgo que a sua existência será para sempre inevitável. No entanto, é ainda mais importante que toda a gente perceba que muito mais valioso do que o estar enquadrado nesses critérios é o saber pensar.

Desculpem o desabafo, mas senti-me mesmo sensibilizado com esta cena da desigualdade entre sexos e seria um desgosto se viesse a saber que existem raparigas/mulheres que se sentem mal por causa de coisas que publico aqui no blog. Acreditem, a minha intenção nunca foi essa. Na verdade, espero que todas as raparigas/mulheres que seguem o meu blog compreendam que é possível apreciar moda sem que isso contribua para a degradação da imagem do sexo feminino na sociedade.

Enfim, ansioso pela próxima temporada da série Girls.

terça-feira, 10 de Julho de 2012

The Gentlewoman

Acabou de ser publicado, no betrend.pt, mais um artigo escrito por mim. Desta vez, o assunto é a fabulosa revista The Gentlewoman, uma das minhas publicações de moda preferidas. O artigo é curto e simples, uma espécie de introdução à revista, que pretende aguçar a curiosidade de todos aqueles que nunca compraram uma das suas edições. Cliquem aqui, para lerem o artigo.

Camisas de manga curta com prints


Uma relação que passou de ódio a amor. Foi graças ao Tim Blanks e à colecção S/S 12 da Prada (2012, não 2010, ao contrário da ideia que a imagem abaixo possa transmitir) que eu comecei a gostar de camisas de manga curta, em especial daquelas com prints divertidos.

Não me perguntem porquê, mas, até há algum tempo atrás, via as camisas de manga curta como peças muitos feias. Quando comecei a interessar-me pelo trabalho e pela figura do Tim Blanks, conhecido por ter uma enorme colecção de camisas de manga curta com prints, a minha relação com tais peças começou a mudar. A paixão definitiva surgiu com a colecção S/S 12 da Prada (uma das minhas colecções preferidas de sempre!). Tantas camisas de manga curta com prints! E todas tão bonitas!

Neste momento, os prints de inspiração tropical estão em todo o lado. Apesar de gostar imenso de camisas de manga curta dentro desse género - as chamadas camisas havaianas - prevejo que a tendência, que parece estar no seu auge, morra em breve.

domingo, 8 de Julho de 2012

blog pessoal

Oh, quantas vezes é que eu já fiz isto?...

É Verão, estou de férias e com mais tempo livre disponível do que é habitual, por isso, decidi criar um novo tumblr. O objectivo é torná-lo no meu blog pessoal, onde poderei partilhar montes de coisas que gosto (moda, mas não só!), um espaço que me permitirá fazer infindáveis spams de imagens da Chloë Sevigny, Charlotte Gainsbourg e filmes da Sofia Coppola, sem qualquer receio... Um espaço onde poderei partilhar as minhas músicas preferidas e que me permitirá responder a perguntas que vocês me queiram fazer. Yep, sintam-se à vontade para encherem a minha conta de perguntas sobre qualquer assunto... Let the game begin!


Entretanto, o miu miu riot vai ficar desactualizado por tempo indeterminado.

sexta-feira, 6 de Julho de 2012

Collections by Steven Meisel

Como podem ver, através das imagens deste post, o editorial principal da mais recente edição da Vogue Italia (Julho de 2012) é deslumbrante! A produção, cuja fotografia esteve a cargo do lendário fotógrafo Steven Meisel (claro!), mostra-nos algumas das melhores colecções da temporada Outono/Inverno 2012/2013 - Comme des Garçons, Miu Miu, Alexander McQueen, Givenchy, Balenciaga, Marc Jacobs, entre outras. Gosto do ambiente sombrio, da fantasia, e adoro, especialmente, o facto de terem recorrido a modelos mais novatas, que de certa forma, com o seu ar inocente e anónimo, acentuam o aspecto arrepiante deste editorial.

Vejam o editorial completo aqui.

quinta-feira, 5 de Julho de 2012

Fred Perry x Raf Simons S/S 13

Por causa deste blog, eu recebo, diariamente, muitos e-mails (press releases) de várias agências responsáveis pela comunicação de marcas junto da imprensa. Apesar de, por um lado, isso me deixar contente (Quem é que não gosta de receber e-mails?! Quem é que não gosta de receber as novidades antes da maioria das pessoas?!), por outro, deixa-me completamente aborrecido, porque, no meio de tantas mensagens, contam-se pelos dedos aquelas cujo o conteúdo me agrada. Adoro receber press releases de marcas fixes, marcas com as quais realmente me identifico, mas infelizmente isso não acontece com muita frequência (por enquanto! haha).

Adiante, hoje, foi um dia mais ou menos excepcional, agradável em termos de correio electrónico, porque recebi um press release da Fred Perry a anunciar a sua nova colaboração com o Raf Simons. Trata-se de uma colecção para a Primavera/Verão de 2013, composta por 28 peças, incluindo o pólo e camisa que se encontram na imagem acima. A colecção vai estar disponível em lojas (físicas e online), a partir de Fevereiro de 2013. Este é um daqueles casos em que a expressão "mal posso esperar" faz todo o sentido.